Suiça

Destino de férias na natureza
Fotos de: Suiça
Mapa de localização
Aeroportos
Hotéis e outros Alojamentos
Campos de Golfe
O que visitar
Onde Comer
Onde Divertir
Consulados & Embaixadas
World Nomads
O Seguro de viagem com as maiores coberturas

Outros destinos turísticos em:
Suíça
Genebra
Lausanne
Montreux
San Moritz - Suíça
Zurique

Suíça
Suíça oficialmente Confederação Suíça é uma república federal composta por 26 estados, chamados de cantões, com Berna como a sede das autoridades federais. O país está situado na Europa Central, onde faz fronteira com a Alemanha a Norte, com a França a Oeste, com Itália a Sul e com a Áustria e Liechtenstein a Leste.

A Suíça é um país sem costa marítima cujo território é dividido geograficamente entre o Jura, o Planalto Suíço e os Alpes, somando uma área de 41 285 km². A população suíça é de aproximadamente 7,8 milhões de habitantes e concentra-se principalmente no planalto, onde estão localizadas as maiores cidades do país. Entre elas estão as duas cidades globais e centros económicos de Zurique e Genebra. A Suíça é um dos países mais ricos do mundo. Zurique e Genebra foram classificadas como as cidades com melhor qualidade de vida no mundo, estando em segundo e terceiro lugar respetivamente.
Documentação
Não é necessário visto para os visitantes oriundos da UE, bastando o bilhete de identidade válido (cartão de cidadão) ou o passaporte.
Língua oficial
Alemão, francês, italiano e romanche.
Moeda
Franco suíço
Turismo
Nos meses mais frios do ano, a terra dos relógios precisos, das vacas gorduchas, contas bancárias sigilosas e dos canivetes multifunções e de turistas ávidos por usufruir o frio dos Alpes, com direito a muito chocolate quente e fondue, no calorzinho das lareiras. Mas é no verão que se tem a oportunidade de vivenciar as quatro estações de uma só vez. Enquanto os moradores de Zurique aproveitam os meses mais quentes para se banhar nas águas límpidas do Rio Limmat, nos mais de 200 centros de esqui suíços os picos de neve eterna garantem temperaturas abaixo de zero seja qual for a época do ano. Nessa brincadeira do "está quente, está frio", a fantástica rede ferroviária exerce papel fundamental. O turista embarca no calor do verão e desembarca, com luvas, cachecol e dentes batendo, em montanhas com temperatura abaixo de zero.
Gastronomia
A gastronomia suíça é tida como "fronteiriça" devido à forte influência da culinária dos países vizinhos: Alemanha (ao norte), França (a oeste), Itália (ao sul) e Áustria (ao leste). Com tamanha multiplicidade cultural, era inevitável não refletir as influências estrangeiras em sua culinária. O resultado é um valioso mosaico gastronómico de atrações irresistíveis ao paladar.

Vem da Idade Média uma marca registada da Suíça: o foundue. Preparado à base de queijo gruyère ou emmenthal, é servido num tipo de panela conhecida como coquelon, colocada sobre um fogareiro a álcool, onde pedaços de pão, espetados ou presos a um garfo, são mergulhados na mistura de queijos em fusão. As variantes encontradas à base de carne, camarão, chocolate ou frutas, não são tipicamente suíças, mas sim fruto da criatividade de outros povos.

Das tradições germânicas, os suíços herdaram a variedade de salsichas e ainda receitas de substanciosos ensopados, assados de porco e cordeiros. Da vizinha cozinha francesa, entre tantas influências, uma das mais marcantes e populares é o "papet vaudois", típico da região próxima ao Lago de Genebra. Consiste em um folheado recheado com carne de vitela ou frango, servido como entrada ou lanche.

Da vizinha Itália trazemos a "Reissuppe mit maroni", uma sopa de arroz preparada com castanhas, queijo parmesão e temperos. É da região também que chega para nós a deliciosa parmesankörbchen, uma mistura à base de queijo parmesão, farinha de milho, farinha de trigo com uma salada de verduras diversas.

Curiosamente, a Suíça tornou-se o país produtor dos melhores chocolates do mundo. O cacau, no entanto, é fruto de regiões tropicais, e o chocolate é considerado uma invenção mexicana levada à Europa pelos colonizadores. Ainda assim, a cuidadosa elaboração e rigoroso controle na produção construíram a credibilidade que faz da Suíça a pátria dos chocolatras.
Clima
O clima na Suíça é temperado apresentando uma grande amplitude entre Verões amenos e Invernos rigorosos. Abaixo da cordilheira dos Alpes, o tempo é mais quente do que no Norte. Em termos climáticos pode-se dividir a Suíça em quatro regiões: extremo Sul, os Alpes, o maciço central e o Jura. As temperaturas variam entre temperaturas negativas nas zonas montanhosas e no Inverno e temperaturas amenas durante o Verão pois na época do Estio, o país é enfrentado por um anticiclone enquanto que no Inverno, existe uma frente fria proveniente da Sibéria causando abruptas quedas na temperatura, sobretudo durante a noite.

O tempo na Suíça varia bastante de lugar para lugar. O local com maior precipitação é Rochers de Nave, perto de Montreux com cerca de 260 cm por ano. A precipitação é geralmente mais elevada na parte Oeste do país onde se formam nuvens de origem atlântica. A parte Sul tem também altas precipitações devido aos efeitos de barramento das nuvens nos Alpes: em Lugano a precipitação chega aos 175 cm. Uma das caraterísticas mais vincadas no clima suíço é o vento forte e quente que se forma no Sul, designado Vento Föhn. A ensolação na Suíça é de aproximadamente 1700 horas por ano, havendo picos em lugares no Valais onde o sol pode durar cerca de 2300 horas por ano.
Segurança
As condições de segurança na Suíça são em geral muito satisfatórias. Os índices de criminalidade são pouco significativos, quer nos centros urbanos quer na província. Todavia, os visitantes devem ter em consideração a existência de uma pequena delinquência (roubos) nas estações rodoviárias e ferroviárias, aeroportos e transportes públicos, e ainda em grandes espaços comerciais, particularmente nos meios urbanos.

Nos aglomerados urbanos, deve merecer especial atenção o facto de os elétricos não concederem prioridade aos peões, pelo que não param nas passadeiras.
Saúde
A rede sanitária é excelente, com um vasto serviço de assistência médica, quer pública quer privada em todas as cidades do país. Aplicam-se as regras comunitárias em vigor, sendo o Cartão de Cartão Europeu de Seguro de Doença é essencial para acesso a assistência médica e hospitalar (urgências). Não é preciso nenhuma vacina para entrar na Suíça.
Eletricidade e Telecomunicações
Eletricidade
A eletricidade é de 230V e 50 Hz.
Aconselha-se ter um kit universal de adaptadores para as tomadas.


Telecomunicações
A Suíça dispõe de uma boa rede de telecomunicações, fixa e de telemóveis, integrando as mais modernas tecnologias e disponibilizando os serviços mais avançados na área das telecomunicações, incluindo a possibilidade de utilização de telemóveis com 3G e 4G.

Outros destinos turísticos mundiais

Tahiti, Polinésia Francesa
Polinésia Francesa
Ilhas Canárias
Espanha
Tunísia
Tunísia
Dubai, Emirados Árabes Unidos
Emirados Árabes Unidos

Destinos de cidade e escapadelas de fim de semana

Cochabamba, Bolívia
Bolívia
Braga
Portugal
Évora
Portugal
Bogotá
Colômbia
Porquê reservar com ROTAS TURISTICAS
Os melhores preços
As nossas parcerias com os maiores operadores mundiais, oferecem uma pesquisa dos melhores preços de mercado.
Mais opções
No Rotas Turísticas pode reservar o hotel, comprar a passagem aérea, reservar o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa, reservar as excursões locais, alugar o carro, fazer o seguro de viagem e consultar os locais a visitar e onde ir
Dicas & Destinos de férias
Centenas de destinos de férias com todas as opções que lhe permitem facilmente escolher o destino que melhor combina com as suas férias de sonho.


Siga-nos nas redes sociais